Avaliação Psicológica na Seleção de Pessoas
Atualmente as empresas estão cada vez mais em busca de melhores resultados, produtos com maior qualidade e lucratividade, inovação, qualidade no atendimento, cumprimento dos prazos, melhores preços, entre outras variáveis. Desta forma, o capital humano tem um papel fundamental e crescente dentro das organizações. As empresas estão cada vez mais investindo em pessoas, descobrindo que ...
Auto aceitação e auto estima
A auto-aceitação é caminho decisivo para uma boa auto-estima. É o passo certeiro que definirá uma postura positiva consigo mesmo, estando satisfeito, de acordo e respeitando suas possibilidades, limitações, corpo e alma.  Segundo Vera Lucia Ferreira, “Aceitar-se é honrar o ser que você é e a sua jornada. É dizer sim para si mesmo(a), sem esperar pelo sim do outro, como acontece fr...
O que é psicoterapia?
A psicoterapia é um processo constituído de encontros semanais, de duração previamente determinada ou não, que visa conduzir o indivíduo ao desenvolvimento de uma maior percepção de si e do mundo, de seus comportamentos, pensamentos e sentimentos e das conseqüências destes sobre sua vida pessoal. Na psicoterapia, o cliente tem a oportunidade de ampliar suas possibilidades de comp...
Fobias
O medo é um sentimento inerente ao ser humano diante uma situação de perigo ou risco real e tem por função nos proteger. As fobias são medos irracionais e intensos de um estímulo, situação ou objetos específicos que não têm justificativa na realidade ou que a maioria dos indivíduos não consideram como perigoso. Geralmente as pessoas percebem que seu medo é irracional, ...
Medo de Dirigir?
O medo de dirigir está, atualmente, presente na vida de milhares de pessoas e este número só tende a aumentar visto a crescente cobrança da sociedade pelo perfeccionismo e senso de urgência. O medo em si, é uma reação natural e de proteção do nosso organismo, mas que em excesso pode influenciar negativamente no nosso dia-a-dia, dificultando relacionamentos, planejamentos, caus...
Quando devo procurar ajuda?
Várias pessoas podem se beneficiar do processo de psicoterapia. Algumas buscam tratamento psicológico em momentos de crise, como separação, perda de entes queridos, estresse pós-traumático, perda de emprego, mudança de cidade, dificuldades de relacionamento, problemas conjugais. Outras procuram auxílio da psicologia clínica para enfrentar sintomas de ansiedade, depressão, impotência sexual, estresse, fobias, síndrome do pânico, transtornos alimentares, entre outros.

Auto aceitação e auto estima

A auto-aceitação é caminho decisivo para uma boa auto-estima.

É o passo certeiro que definirá uma postura positiva consigo mesmo, estando satisfeito, de acordo e respeitando suas possibilidades, limitações, corpo e alma.  Segundo Vera Lucia Ferreira, “Aceitar-se é honrar o ser que você é e a sua jornada. É dizer sim para si mesmo(a), sem esperar pelo sim do outro, como acontece freqüentemente.”.

A cada dia percebemos novas necessidades e pressões externas para sermos melhores, sermos como o tão famoso Dr. Fulano, o tão sucedido Sr. Ciclano ou ainda tão belo(a) quanto o(a) Miss Beleza. E estas pressões externas passam a fazer parte de nossas vidas de modo que já não mais conseguimos distinguir se elas vieram de fora para dentro de nós, ou se nós a criamos em nosso interior.

O resultado é que passamos a nos cobrar cada vez mais e nos esquecemos de nossa essência, de nossas qualidades e potencialidades. Estas não são mais valorizadas e ao contrário, esquecidas. Iniciamos uma seqüência de pensamentos nova, mas nada eficaz para nós, de que “o que sou hoje não é mais suficiente” e que “preciso ser de outra forma” ou ainda “preciso ser mais do que era antes” e ainda “devo ser e fazer como as pessoas me dizem ou são”.

Estes pensamentos tão comuns em nossas vidas passam a fazer parte do nosso eu e o que conseguimos visualizar a partir daí é o que o outro é, o que o outro tem; e concluímos o que “eu devo ser” e o que “eu devo ter” assim como a minha família. Neste momento, nosso corpo já não é tão bonito, aparentável ou saudável como deveria ser e já não temos posses ou propriedades que deveríamos ter.

Alguns conseguem lidar bem com estes pensamentos e necessidades incutidos pelo mundo moderno e vão vivenciando conforme acreditam que deve ser. Mas vários outras pessoas, já não sabem diferenciá-los ou adequá-los à sua realidade. E passam então a não se aceitarem como são e a desenvolver uma baixa auto-estima. Estes indivíduos passam a deixar as rédeas de sua vida nas mãos de demais pessoas, como amigos, família, colegas de trabalho que devem ou não aceitá-los, elogiá-los ou puni-los. E então agora com baixa auto-estima, já não acreditam e não gostam de si mesmas e as conseqüências disto podem ser nefastas nas áreas física, emocional e espiritual.

Surge a necessidade de tratamento e de uma transformação essencial para que estas pessoas sejam capazes de mudar sua vida, suas lógicas de pensamento e o aspecto que havia sido desmerecido, maldito e geralmente desrespeitado por tanto tempo. Ao proporcionar expressão e reconhecimento de todas as partes do ser, a transformação essencial oferece a oportunidade de mover-se em direção da totalidade, da auto-aceitação e da alegria. Exercícios durante a psicoterapia proporcionam que estas pessoas consigam se sentir seguras, agradecidas pelo seu potencial, cientes da beleza da vida, em paz e confiantes em si mesmas.

Segue abaixo uma Fábula de La Fontaine que bem ilustra a dificuldade de quem se deixa alienar aos outros, perdendo a sua liberdade de escolha, de pensar e de vida, dependendo de aprovação dos demais, o que acaba por colocar um fim na sua alto auto-estima.

Autora: Flávia Araujo de Sousa

Psicóloga – Viver Psicologia